MENSAGEM DE LÍDER LOCAL DO SACERDÓCIO

    Apoiar e Servir Uns aos Outros

    Jesus the Good Shepherd

    'O Salvador nos designou como embaixadores para salvar Seus filhos. Ele não está aqui para fazer isso e, portanto, a responsabilidade para resgatar recai sobre nós.'

    Há alguns anos, acompanhei o Élder Carl B. Cook para dividir a Estaca de Pretória. Depois da conferência, o irmão Brown me chamou para ir até ele; nós nos abraçamos pelo que pareceu uma eternidade, então entre soluços ele pronunciou as palavras; “É por sua causa que estou aqui hoje para testemunhar isso e participar dos frutos do evangelho. É por causa de ti; obrigado, obrigado.” Eu chorei com ele e humildemente respondi: “Não é por minha causa. Meu filho e eu éramos apenas instrumentos nas mãos do Pai Celestial.” Foi um momento inesquecível em que ambos sentimos fortemente o Seu Espírito.

    Walton e eu éramos amigos genuínos para ele e sua família. Estávamos ansiosamente envolvidos – nosso propósito não era apenas cumprir uma designação, era um chamado sagrado, no qual visitávamos no mínimo uma vez por mês, atendendo às necessidades da família. O Presidente Ezra Taft Benson disse: “Um amigo se importa. Um amigo ama. Um amigo ouve e um amigo se aproxima.”[i] Tentamos ser todos os itens acima e, como resultado, os membros da família nos chamavam de “mestres familiares” em vez de nossos nomes reais. Até hoje, sempre que encontramos alguém, a saudação é sempre: “Aló, meu mestre familiar!”

    Quando o Fariseu, mestre da lei perguntou: “Mestre, qual é o maior mandamento na lei?” O Salvador respondeu: “Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo é semelhante a este: Amarás o teu próximo como a ti mesmo”.

    Ele também fez o pronunciamento profundo em João 13:34-35: “Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros como eu vos ameis a vós, que tambem vós uns a outros vos ameis. Nisto todos conhecerão que sois meus discíplulos, se vos amardes uns aos outros”[ii].

    O Élder James M. Paramore (Ensign, maio de 1981) disse: “Quando o amor de Deus é conhecido e sentido e Seus mandamentos são seguidos, os resultados são sempre os mesmos. Há uma novidade de vida - um despertar espiritual - que vem ao homem”. Eu sinto fortemente que este foi o caso com o irmão Brown.

    Há muitos Browns por aí - muitos pés para se estabilizar, mãos para segurar, mentes para encorajar, corações para inspirar e almas para salvar - como lembrou o Presidente Thomas S. Monson. O Salvador nos designou como embaixadores para salvar Seus filhos. Ele não está aqui para fazê-lo e, portanto, a responsabilidade para resgatar recai sobre nós. Devemos alcançar principalmente os novos membros, os menos ativos, os solitários e aqueles que precisam de conforto. Devemos vigiá-los e fortalecer sua fé “um a um” como o Salvador fez, conhecendo-os e amando-os sem julgamento.

    O valor das almas é grande aos olhos de Deus. O Salvador ensinou poderosamente sobre cuidar de alguem. As parábolas de Lucas 15 fazem alusão a isso: A Ovelha Perdida, A Peça Perdida de Prata e O Filho Pródigo. Podemos imitar o Salvador como Seus seguidores; fazendo o bem, cuidando das ovelhas. Podemos expressar nossa fé de maneiras práticas quando tocamos corações, mudamos vidas e salvamos almas - esse é um dos testes do verdadeiro discipulado.

    “E, se trabalhardes todos os vossos dias clamando arrependimento a este povo e trouxerdes a mim mesmo que seja uma só alma, quão grande será vossa alegria com ela no reino do meu Pai! E agora se vossa alegria é grande com uma só alma que tiverdes trazido a mim no reino de meu Pai, quão grande será vossa alegria se me trouxerdes muitas almas!”[iii]

    Sinto essa grande alegria toda vez que vejo o irmão Brown. Posso atestar que o Presidente Monson prometeu que as bênçãos da eternidade nos aguardam à medida que participamos ativamente do estágio de serviço. E ao amarmos nosso Deus, ao amarmos nosso próximo, podemos receber o amor do Pai Celestial.

    * Nome real alterado

    [i] Conferência Geral, Abril de 1987

    [ii] Mateus 22:36-39

    [iii] Doutrina e Convênios 18:15-16